arte cristã? existe?

Levi Nauter
Gosto do trabalho do jornalista, blogueiro, artista e inquieto, Sergio Pavarini. Não perco a leitura do seu blog nem da sua "zine" - http://pavablog.blogspot.com . Abaixo, transcrevo parte do texto de abertura do evento que lançou uma publicação interessante sobre a arte cristã e sua relevância em nossos dias. Leiamos:
"Infelizmente, a palavra “cristã” ainda é um adjetivo que desqualifica o termo ao qual for agarrado. Assim, arte cristã é sinônimo de algo menor. E quem diz isso tem razão. Quais são as manifestações artísticas no seio sem leite do nosso povo? Vamos lembrar um pouco do que rola em nossas comunidades.
- jograis de senhoras no Dia do Pastor, com o indefectível acróstico na cartolina.
- apresentações infantis em que o ponto alto acontece quando a criança se esquece do texto
- peças de Natal em que não pode balançar o menino Jesus pois a boneca corre o risco de dar risada ou emitir outros ruídos menos nobres
- grupos de dança com meninas vestidas com roupas brancas e longas apontando o céu, você e o coração, num pastiche que teimam em chamar de “coreografia”
Tudo é tão pobre que necessita receber o apoio de adjetivos numa tentativa vã e ridícula de colocar essa arte num patamar aceitável. Assim, temos por exemplo a “dança profética” e o “louvor extravagante”. Tudo debaixo de muita “unção”, palavra-coringa usada para rebater argumentações que apontam a fragilidades técnica e artística dessas práticas. É um lixo, mas tem unção. "Quem é você para se levantar contra os ungidos de Deus?", perguntam.
Esse tipo de observação mostra a indigência que também vivemos em vários campos da teologia. No entanto, a argumentação é tão tosca que não deixa de ser um exercício de criatividade que talvez tenha como origem o ócio intelectual de muita gente bem-intencionada. Valha-nos, são Domenico Di Masi!
Infelizmente, a mesmice é a zona de conforto pela qual caminham os súditos do Satã-Mercado. Ontem foi divulgada uma pesquisa realizada por duas universidades brasileiras. O levantamento constatou que 11% dos brasileiros têm mais de uma religião. Em muitas das chamadas “empresas cristãs”, por vezes as velas são acesas de modo alternado para destinatários diferentes. Às 8h, o culto é uma bênção. Às 9h, os royalties não são pagos. Às 10h, artistas são espoliados em contratos nada ungidos. Às 11h, a mídia chapa-branca divulga obviedades que só interessam àqueles que vêem seus rostos estampados num sorriso plástico.
Quando será inventado um botox para enrijecer a ética e o caráter, atenuando as rugas da nossa falta de expressão?"
Grande Pavarini, na veia!
O evento trata do livro Cristianismo Criativo?, de Steve Turner. Para ler mais a respeito da obra e do evento, vide editora W4, i.e., www.w4editora.com.br . Vale a pena!

0 comentários:

meu jardim

meu jardim
minhas flores

minha alegria

minha alegria
Maria Flor

Sobre este blog

Para pensar e refletir sobre o cotidiano de um cristianismo que transcende as quatro paredes de um templo.


"Viver é escolher, é arriscar-se a enganar, aceitar o risco de ser culpado, de cometer erros" [Paul Tournier]

Vídeo

Loading...

Ouvindo

  • discografia do ótimo John Mayer

Followers

EU

Minha foto
LEVI NAUTER DE MIRA, doutorando em educação (UNISINOS), mestre em educação (UNISINOS) e graduado em Letras-português e literatura (ULBRA). Tenho interesse em livros de filosofia, sociologia, pedagogia e, às vezes, teologia. Sou casado com a Lu Mira, professora de História, e pai da linda Maria Flor. Adoramos filmes e séries.

Leituras

  • textos sobre EDUCAÇÃO (livros, revistas, artigos)
  • PROIBIDA A ENTRADA DE PESSOAS PERFEITAS, de John Burke
  • OS DESAFIOS DA ESCRITA, de Roger Chartier